Embora tenha sido inventado em 1961, o LED só chegou ao ramo da iluminação em 1999, como alternativa às outras lâmpadas, que consumiam muita eletricidade e tinham tempo útil curto.

Desde então, as lâmpadas de LED têm sido vistas como o futuro da iluminação. Isso porque apresentam muitos benefícios: possuem um tempo de vida útil extenso, o brilho praticamente não se altera com o uso, são mais econômicas, não emitem calor e são ecologicamente corretas.

Com o crescente uso de lâmpadas LED na decoração de ambientes, a ABILUX (Associação Brasileira da Indústria de Iluminação) disponibilizou em seu site um guia gratuito para auxiliar e orientar as empresas do setor de iluminação quanto aos NCMs (Nomenclatura Comum do Mercosul) que identificam a natureza das mercadorias com tecnologia LED comercializadas ou importadas no Brasil.

A Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM) é um código de oito dígitos que identifica a natureza dos produtos. Qualquer mercadoria importada ou comprada no Brasil deve ter um código NCM que a classifica para efeitos fiscais.

    
fita de led laki cinza | luminária led quartzo branca | luminária led branca

As informações incluídas no Guia são resultado de análises realizadas pela associação a partir de dados divulgados pela Secretaria da Receita Federal e também pelo Diário Oficial da União (DOU).

Além de codificar os componentes internos do LED, o Guia também inclui definição para as lâmpadas e luminárias feitas de LED.

As lâmpadas são catalogadas como “produto para iluminação que contém LED e serve para substituir lâmpadas tradicionais, tais como: incandescentes, halógenas, fluorescentes e de descarga. É construída com formato similar às lâmpadas tradicionais e tem base com rosca ou para soquetes dos modelos mais comuns de conexão.”

Veja também:  Hometeka Visita: Gema + MTrancoso

As luminárias, por sua vez, são “luminária com LED que possui função de iluminação. Produto pronto para uso final. Não há necessidade de outros dispositivos, mas eventualmente pode exigir acréscimo de fonte de alimentação.”

Embora o custo seja mais alto que o das lâmpadas convencionais, apostar na tecnologia LED para iluminação ainda é uma boa ideia, já que seu tempo de vida útil pode chegar até 50.000 horas de uso e não exige manutenção frequente.

O guia completo com todas as especificações dos produtos de LED e todos os CNMs está disponível neste link.