A arquitetura é um ramo de estudos e atuação muito vasto. Pode se relacionar a temas como cinema, design, publicidade, construção, entre tantos outros, e como sempre mostramos a vocês, os resultados dessas junções são sensacionais.

Uma das áreas que empresta e fornece influências de cores, formas e texturas para a arquitetura é a moda, e é sobre isso que vamos falar. Aliás, é o Eduardo, dono do escritório de arquitetura porto-alegrense Urban Ode, quem vai nos falar sobre o arquiteto, urbanista e designer mexicano Carlos Garciavelez, que une arquitetura e moda em um trabalho incrível.

Desfile GARCIAVELEZ NY
Garciavelez, no centro da imagem, com os modelos do desfile de sua coleção Outono Inverno 2015, em Nova York

Arquitetura e Urbanismo devem ser tratados como um campo multidisciplinar. Percorrendo as esferas micro e macro, o arquiteto deve buscar ampliar seus horizontes e estar atento aos possíveis condicionantes. Assim, temos várias disciplinas atuando juntas e gerando um resultado impossível de ser dissociado.

A afirmação acima é um preceito comumente ouvido em nosso meio, mas de que maneira ele poderia ser representado na prática?

Um belo exemplo é o ainda pouco conhecido designer (no sentido mais amplo da palavra) Carlos Garciavelez. O arquiteto e urbanista nascido na Cidade do México herdou a mesma profissão de seus familiares e foi criado no meio do design, da arte e das constantes viagens devido ao trabalho do pai. É graduado em Arquitetura e Belas Artes e possui mestrado em Harvard (GSD – Harvard Graduate School of Design), instituição na qual continua lecionando.

GARCIAVELEZ

Além das já listadas atividades, é autor e coeditor de livros e responsável pela marca de roupas masculinas GARCIAVELEZ. Com um currículo tão variado, a tão desejada multidisciplinaridade está enraizada no seu processo criativo. Logo, assim como toda sua investigação, as roupas são fruto da quebra de fronteiras entre as disciplinas e escalas do design.

O arquiteto explica que o que o inspira criativamente é o dia-a-dia, o efêmero, as sensações. A intenção é criar roupas que possam ser usadas tanto de dia quanto à noite. Desenhada para o nômade cultural, explorador, cidadão global – como a própria marca se apresenta – a GARCIAVELEZ já está na sua segunda coleção, que, assim como a primeira, foi apresentada na semana de moda de Nova York.

Veja também:  Tapetes Hometeka, nossa primeira linha própria de produtos chegou

Coleções

Na primeira coleção, Outono Inverno, a mistura de elementos de arquitetura e design chama atenção, como as linhas retas e suas possíveis resultantes: movimentos, sobreposições, espaçamentos, ritmos e dobras.

Já na coleção Primavera Verão, a intenção é capturar a qualidade efêmera da luz de uma fonte incandescente e a forma como ela se relacionaria com o corpo humano, com seus possíveis efeitos, distorções, configurações e aplicações.

Livros

Carlos Garciavelez recebeu a bolsa Druker Traveling Fellowship, que dá a estudantes da GSD a oportunidade de fazer uma viagem relacionada à sua pesquisa pelo mundo. Como fruto dessa oportunidade, surgiu o livro Form and Pedagogy: The Design of the University City in Latin America, que investiga como o modernismo chegou na América Latina através das cidades universitárias. Também coeditou o livro Mexico City: Between Geometry and Geography (os dois livros estão disponíveis na Amazon por aqui e aqui).

O que você achou do perfil do designer? Para acompanhar mais sobre seu trabalho, você pode segui-lo no instagram, onde ele costuma postar fotos de suas inspirações, viagens e coleções, sempre com um apelo visual interessante.

informações e imagens via GARCIAVELEZ, ArchDaily

 

Também quero escrever para o bim.bon! Como faz?

Ficou sabendo de um assunto legal sobre arquitetura, decoração ou design e gostaria de escrever sobre ele no bim.bon? É só mandar um e-mail para ola@bimbon.com.br que te daremos as instruções e logo mais seu texto poderá ser publicado por aqui :)