O projeto de Adonis Alcici e Débora Fantinato ficou em 2° lugar na categoria Profissionais do Prêmio bim.bon Senai 2015 | Design de Produto.

“O projeto de luminária Leta recebeu o prêmio de 2º lugar. Muito bem apresentado, oferece alternativas de diferentes configurações por proporcionar o encaixe das aletas em diversas posições, as quais podem ser dispostas segundo o desejo do usuário. Além disso, pode ser utilizada sobre bancadas ou fixada no teto.”

  • comentários do Júri do Prêmio bim.bon Senai 2015 | Design de Produto

Leta é uma luminária que pode ser usada tanto no teto como na mesa, com o mesmo kit. Ela possui aletas de encaixe customizáveis, que são modulares e possibilitam que o usuário possa alternar as posições das aletas de diversas formas, compondo-a para diferentes situações. A montagem da liuminária, seus encaixes e diferentes configurações buscam remeter aos brinquedos dos anos 80 e 90, como LEGO, Kinder Ovo entre outros de montagem artesanal.

Os materiais utilizados como base para a construção da luminária são a madeira de Pinus, a placa de acrílico e o OLED.  A madeira de Pinus foi selecionada por ser de reflorestamento e de baixa densidade, deixando o produto leve e mais fácil de ser trabalhado, permitindo um bom acabamento. As aletas são produzidas com acrílico, em decorrência de sua maior resistência, leveza, segurança, principalmente em caso de quebra, podendo ser utilizado em quartos de crianças, cozinhas, hospitais dentre outros ambientes. Também podem ser facilmente transportadas e estocadas. A fina espessura das fitas de OLED proporcionam o menor consumo de energia elétrica pela luminária.

O custo-benefício do acrílico e sua variedade de cores simplifica e acelera a produção, reduzindo em diversas etapas o processo manual. Sua curvatura tem a função de direcionar a luz de acordo com a necessidade, e a troca de posição das aletas pode ser feita rapidamente por qualquer pessoa.

Veja também:  Vasos, cachepôs e móveis para montar um cantinho verde em casa

A energia é levada até as fitas de OLED das aletas através do transformador, no qual estão plugados dois cabos USB que transmitem a energia até os circuitos elétricos instalados nas extremidades da barra de madeira e que ficam em contato com os circuotos das aletas, também em suas duas pontas, permitindo assim as trocas de posição das mesmas. Esses cabos servem como sustentação na opção de teto e como extensão na opção de mesa.

A customização é a chave dessa proposta, formada pela possibilidade de utilizar 1, 2, 3 ou até 4 aletas, conforme a necessidade.

A ideia é que o usuário tenha a possibilidade de, quando quiser, adquirir um novo kit de aletas de cores diferentes. Essa alteração se torna muito interessante no caso de uma reforma na pintura do ambiente, atualização do mobiliário ou até mesmo no acompanhamento das fases de crescimento de uma criança.

*texto dos profissionais

imagens Divulgação