Estudantes do 3º ano da LAU – Universidade Libanesa de Arquitetura – criaram um abrigo de emergência a partir de engradados e fitas de plástico. O projeto orientado por Richard Douzjian tinha como premissa a criação de um modelo de escala real de um refúgio temporário a partir de materiais comuns, do dia a dia.

A ideia partiu do processo de construção de moradias feitos pelos próprios refugiados, que incorporam objetos cotidianos no projeto. Nesse contexto, a proposta dos estudantes utiliza apenas 2 componentes: engradados agrupados por fitas de plástico, materiais muito utilizados na agricultura libanesa.

A arquitetura do espaço foi projetada para ser consumida. Se os engradados quebrarem, eles podem ser sempre substituídos, ou até mesmo reciclados. Além das três colunas em cada parede e das janelas, todos os materiais podem ser ressignificados e utilizados como bancos, estruturas para camas, e principalmente como unidades de armazenamento.

No total o abrigo ocupa uma área de 9 m2 e oferece uma solução mais viável do que tendas e cabanas, pois deixa a luz e a ventilação natural entrarem. Se a área exige um maior isolamento térmico, caixas padrão de PVC podem preencher os engradados e garantir um equilíbrio de temperatura.

Conheça também os abrigos pré-fabricados da IKEA e inspire-se na metragem destes projetos para projetar a Casa 10×10 do Prêmio bim.bon | arquitetura brasileira 2014. É a sua chance de ter seu projeto construído e ganhar prêmios em dinheiro. Confira.

Veja também:  Materiais que Aquecem