Além do prazer de cozinhar com ervas frescas e sem agrotóxicos, as hortas verticais conferem charme e perfume à casa e são uma ótima pedida para quem mora em pequenos espaços e a muitos andares acima da terra, ou do asfalto.

Para o bom desenvolvimento das plantas, é importante escolher um local bem iluminado, que receba cerca de cinco horas de sol por dia, preferencialmente o sol da manhã.

Na confecção das hortas verticais, há dois sistemas que são amplamente utilizados. O primeiro é o modelo de estante, que pode ser de madeira ou ferro, com prateleiras vazadas, com profundidade de 20 a 30 cm e distantes de 50 a 60 cm uma das outras. Sobre as prateleiras são colocados vasos ou jardineiras com as ervas. Outra maneira simples de montar uma horta vertical é utilizar uma treliça de alumínio, madeira ou ferro, sobre a qual os vasos serão presos com ganchinhos metálicos.

Cultivo em vasos

Como as hortaliças são plantadas em vaso, o espaço para o desenvolvimento das plantas é reduzido. Portanto, na hora de escolher as sementes ou mudas, opte pelas espécies de raízes curtas, como alface, rúcula, alecrim, menta, manjericão e óregano e até mesmo frutas de pequeno porte, como tomate-cereja e morango.

Antes de plantar, os vasos devem ser impermeabilizados (o que pode ser feito com piche, por exemplo). Para permitir a drenagem, coloque no fundo do recipiente materiais como pedaços de tijolo, telhas ou brita. Em cima de tudo, ponha uma camada de areia.

A terra pode ser preparada com substrato caseiro ou comercial, que é facilmente encontrado em lojas especializadas. Para fazer em casa, misture cinco partes de composto orgânico (ou humus de minhoca) a uma parte de adubo animal curtido (esterco) e uma parte de areia.

Veja também:  Guia Prático: Ambiente Multifuncional

Depois disso, é só fazer a semeadura ou transplantar as mudas e irrigar os vasos.

Separamos alguns produtos que podem te ajudar:

Clique aqui para ver outras ideias para ter um pequeno jardim dentro de casa.

Fotos Divulgação e inspiração via Pinterest.