As cortinas são peças perfeitas para criar um clima mais aconchegante em um cômodo e dar um toque especial na decoração. Feitas de várias possibilidades de tecido e modelos, elas podem ganhar novas funções de acordo com determinada aplicação.

Pensando em deixar o processo de escolha da cortina mais fácil, o bim.bon preparou um guia completo para você ficar por dentro da dicas e conhecer 35 modelos para inspiração a seguir e na galeria de fotos.

 De acordo com o ambiente

As cortinas são usadas muitas vezes para diminuir a incidência de luz solar em quartos onde bate muito sol e alguns materiais funcionam melhor para resolver esse problema. Além da opção das telas solares, feitas de fibra de vidro e PVC encontradas em lojas de persianas, o uso de forros é também uma boa opção.

A cortina tripla (duas de tecido e um blecaute) são versáteis e oferecem a possibilidade tamparem a luz somente nos momentos necessários. Além de vedar a luz, o blecaute abafa o som.

Para ambientes pequenos prefira tecidos leves e claros. Modelos com pouco volume são também uma boa pedida. Na hora da instalação, posicione-os próximos ao teto para criar a impressão de pé direito alongado.

Em janelas extensas a unidade dá um toque de elegância. Por outro lado, a divisão facilita o manuseio. O ideal é que as divisões estejam localizadas na abertura da janela e sejam disfarçadas com o próprio tecido.

Tecido

A escolha do material que compõe a cortina vai muito do gosto pessoal. O usual é que tecidos mais leves sejam colocados na sala e em espaços comuns e tramas mais pesadas dentro dos quartos.

Pense também na praticidade: os sintéticos são mais fáceis de lavar e mais resistentes. Algumas marcas já produzem tramas sintéticas com aparência de linho e seda.

Veja também:  Hometeka Visita: Gema + MTrancoso

Para calcular a quantidade de tecido meça primeiramente a altura e acrescente 50 cm para cabeça e barra. Normalmente, cortinas com prega ou ilhós precisam do dobro de tecido.

Modelo

Tradicionalmente, o trilho é camuflado com um cortineiro ou forro de gesso. Algumas decorações modernas, entretanto, tem assumido o trilho ou varão aparente.

Modelos com varão são mais práticos porque permitem o controle das ondulações de acordo com a disposição das argolas. Se essa for a opção escolhida, compre um varão com a espessura mínima de 1,3 mm, para que o material não envergue.

Confira também o nosso guia de como aplicar adesivos de azulejo – clique aqui para ver.

fotos Divulgação