O visual industrial, inicialmente, não era nem conceituado como um estilo de design – o aspecto bruto da indústria dizia respeito somente a ambientes de fábricas e de trabalho pesado.

De uns tempos para cá, adotar esse estilo em interiores das mais variadas funções vem se tornando uma tendência. Restaurantes, salas de estar, cozinhas, ambientes de trabalho e até dormitórios – ambientes de todos os tipos podem ser inspirados no visual da indústria.

Continue acompanhando para conhecer tudo sobre o estilo e inspire-se com as 27 imagens da galeria.

As características básicas do design industrial podem ser percebidas, principalmente, através dos materiais escolhidos para compor a decoração do local. O concreto aparente, por exemplo, é uma marca registrada desse visual.

Manter as paredes sem revestimento faz referência imediata às grandes fábricas antigas da época da revolução industrial. Nesse post, a gente te dá algumas ideias de como usar concreto aparente em seu projeto.

Mas se você quiser revestir sua parede sem sair do conceito do design industrial, uma boa ideia é optar por aqueles azulejos retangulares brancos – típicos das estações de metrô de cidades como Londres e Paris. Eles darão um pouco mais de delicadeza para seu ambiente.

No Brasil, alguns fabricantes já disponibilizam esse revestimento: a Colormix lançou o azulejo Mugat, a Eliane tem o Metrô White e a Portobello com o Liverpool White.

Os fios expostos e as lâmpadas sem lustres também são característicos do visual fabril. Ambientes industriais não se preocupam tanto assim com estética e, por isso, a fiação geralmente está à mostra. Não esconder os fios relembra esse aspecto das fábricas – e, assim, o ambiente tem um visual mais simples e cru.

Veja também:  GO GIRLS: 10% OFF em produtos feitos por mulheres

Se expor a fiação te desagrada, um jeito de esconder os fios sem perder de vista o design industrial é usando canaletas aparentes. Elas ajudarão a manter a ordem no cômodo sem fugir do conceito. A Hometeka tem um guia completo de tudo o que você precisa saber sobre tubulação elétrica aparente.

A madeira também é recorrente no design industrial. Geralmente, aparece em ambientes que buscam um pouco mais de aconchego – salas de estar e dormitórios são bons exemplos. O contraste da estética mais natural da madeira com o concreto consegue quebrar essa frieza do visual fabril e deixar o ambiente mais acolhedor.

Outros materiais como vidro e aço também aparecem em projetos que adotam esse visual. A transparência do vidro ajuda a dar um visual mais clean, para que o ambiente não pareça confuso, bagunçado ou mal cuidado. O aço, por sua vez, reforça essa escolha de materiais primários de construção para decorar o local.

Além de deixar qualquer ambiente charmoso e com personalidade, o design industrial ainda tem outra vantagem: por não precisar de revestimentos e fazer uso de materiais de construção muito básicos, é um estilo de decoração que não tem orçamento alto. É uma boa opção para quem busca uma estética bonita e acessível.

Se você quer trazer o visual das fábricas para dentro de casa, a gente tem uma dica para começar: as luminárias da Tomada são peças totalmente artesanais, únicas e com forte influência do design industrial no seu processo de criação.

Confira todas as opções na loja completa e garanta a sua ;)

 

imagens via Studio Decore, Photo Labels, Bassmn, Interioridea, WlimaChapar, Egiserve, Home Editorial, Copainspourtjours2, Bridgersteel, Decorlogy, Brickeatery, Altenburg, Sususmile, Wookmark, Designbuildideas, Leibal