A curiosa história da cidade de Paris – capital da França – vai muito além da Torre Eiffel, do Museu Louvre e dos crepes. Nas regiões mais antigas da cidade, é possível notar janelas falsas pintadas à mão na fachada de vários prédios.

Não se trata de uma moda da época, mas sim da consequência de uma lei que foi promulgada na cidade em 1798.

A lei estabelecia um imposto calculado em função do número de janelas do imóvel. Sem dinheiro suficiente, grande parte da população passou a lacrar suas janelas e construir fachadas com janelas falsas.

A pintura de todas é bastante realista e engana bem os olhos – em algumas é possível ver cães, gatos e até pessoas olhando pela falsa janela.

A medida deixou a capital francesa cheia de apartamentos insalubres e mal arejados. No livro ‘Os Miseráveis’, o escritor Victor Hugo denunciou: “as habitações dos camponeses possuem somente uma abertura: a porta. Isto por causa desta medida que se chama imposto das portas e janelas. Coloquem famílias pobres, mulheres idosas, crianças, nestas habitações e teremos febres e doenças. Deus dá ar aos homens, a lei o vende.”

Veja também:  Materiais que Aquecem