Bancadas, ilhas e balcões são soluções cada vez mais procuradas para integrar os ambientes em projetos modernos. Presentes em cozinhas americanas e planejadas, os materiais reúnem beleza e funcionalidade, mas exigem espaço e cuidado na escolha de acabamentos.

Para tirar todas as suas dúvidas, a Hometeka reuniu nesse guia 6 dicas básicas para acertar na escolha de materiais e mais 10 indicações de acabamentos com seus prós, contras e preços.

Confira a seguir.

A designer de interiores Daniela Colnaghi reuniu informações essenciais para quem quer ter uma bancada, ilha ou balcão no projeto:

  1. Uma bancada de cozinha tem entre 85 cm e 93 cm de altura, sendo 90 cm a altura padrão ideal. Vale lembrar que é alta para cadeiras comuns, feitas para mesas de jantar, com 73 cm a 80 cm de altura. Por isso, as banquetas com altura regulável são apostas certeiras;
  2. Quando o balcão serve de mesa de jantar, aposte em banquetas mais confortáveis, de encosto alto e acolchoadas, já que as pessoas permanecerão mais tempos sentadas. Dê preferência por aquelas feitas de materiais de fácil limpeza, como madeira, plástico reforçado, acrílico ou até mesmo tecidos impermeáveis;
  3. Para saber o número exato de banquetas, calcule 60 centímetros de largura para cada peça;
  4. Os armários que ficam embaixo da bancada devem ter entre 50 cm e 60 cm de profundidade, com base de alvenaria de 5 cm a 7 cm de altura ou suspensos a 10 cm ou 15 cm do piso;
  5. Se quiser um cooktop na bancada, lembre-se que, antes da instalação, é preciso ter um nicho pronto para ele. Não se esqueça de colocar um exaustor para diminuir odores pela casa;
  6. O espaço de circulação mínimo em uma cozinha deve ser de 60 cm.

Outros fatores a serem levados em consideração são o número de pessoas a serem acomodadas na bancada e o modelo, geralmente feito do mesmo material que os armários, com aplicação especial no tampo.

bancadas na cozinha

Conheça e compare as opções para revestir sua bancada:

Concreto

Prático e econômico, o concreto tem sido a mais nova aposta de projetos de interiores. Nas bancadas e derivados, o material deve ser tratado para manter o contato com a água. Rachaduras e manchas apresentam-se como riscos desse tipo de acabamento. O kg do cimento queimado varia em torno de R$ 1,37, com R$ 27,73 de instalação por m2.

O tecnocimento, uma solução mais sofisticada com aplicação de resina hidrofugante, tem valor de referência de R$ 57,18.

Veja também 27 ideias de projetos com cimento e concreto aparente.

Aço inox

Imprescindível nas cozinhas industriais, o aço inox é o material ideal para quem gosta de cozinhar. A resistência ao calor, durabilidade e higiene do produto são notáveis, e podem dar origem a outras peças e acessórios, como cubas, lixos e escorredores.

As desvantagens do inox consistem no preço – uma bancada de 2 × 0,6m custa aproximadamente R$1.800 – e na facilidade de riscos.

Azulejo

Azulejos também podem ser uma boa opção para revestir a bancada e decorar a cozinha. A variedade de padrões e o baixo custo são as principais vantagens do material, que pode ser assentado sobre bases de pedra ou compensado.

Mas é preciso cuidado com os rejuntes, que devem ser feitos preferencialmente de epóxi para não manchar. Atenção às panelas quentes, que podem trincar os azulejos.

Os preços variam de acordo com o padrão e fabricante. A instalação custa em média R$ 11,44/m2. Compare modelos e preços de azulejos na Hometeka.

Veja também:  6 peças de mobiliário com função multiuso

Pastilha

Parecidas com os azulejos, as pastilhas são uma alternativa viável para revestir a bancada de um projeto. Com diversas opções de cores e estilos, o material tem grande apelo decorativo e apresenta diversos acabamentos em metal e vidro.

No entanto, arquitetos recomendam as pastilhas esmaltadas, que facilitam a limpeza e não transparecem a base da bancada.

Dependendo da dimensão da superfície, o revestimento também pode precisar de cortes, saindo do padrão.

Procure pastilhas e compare preços na Hometeka. Em média, o custo de instalação é de R$ 45,01/m2.

Madeira

O aconchego da madeira também pode estar presente na cozinha. A facilidade da instalação é uma vantagem dessa opção, que dispensa cimento e água.

Entretanto, a alternativa não é econômica e exige cuidados. A madeira não suporta contato intensivo com a água, altas temperaturas ou objetos pontiagudos.

Se a bancada precisar de pia, cubas especiais com pranchas laterais também devem ser instaladas para preservar o material. Geralmente importadas, estas soluções variam entre R$ 2.500 e R$ 3.000.

Adora o revestimento? Veja suas mais diversas aplicações na arquitetura e construção ao clicar aqui.

Epóxi

A resina de epóxi é vantajosa pela ausência de porosidade. O material pode assumir qualquer forma e tem boa durabilidade. Os cuidados a serem tomados estão relacionados à temperatura do ambiente, que pode amarelar a superfície.

A aplicação exige mão de obra especializada, com custos elevados.

Granito

O granito é uma pedra natural de baixo custo. É fácil de limpar e resistente a impactos e riscos. As desvantagens do material consistem na fragilidade a ácidos, que podem retirar o brilho da pedra ou até mesmo criar ferrugem.

A falta de tonalidade homogênea do material pede por uma decoração mais neutra. O metro quadrado varia de R$ 200 a R$ 900 reais, com instalação de R$ 167,16/m2.

Mármore composto

Trata-se de uma rocha industrializada, feita de quartzo e resinas sintéticas. Conhecido no mercado como Silestone, Techinostone ou Marmoglass, o material é um dos mais vantajosos da lista. Resistente, durável e higiênico, ele permite a recuperação em caso de riscos e manchas devido a homogeneidade da pedra.

O mármore composto é importado e tem valor elevado, cerca de R$ 1.200 reais o metro linear.

NanoGlass

Nanoglass corresponde ao material industrial feito de pó de mármore e vidro. De aparência homogênea, o produto não tem porosidade e é fácil de limpar.

A superfície de nanoglass é extremamente bilhosa, mas rígida, o que deixa o material suscetível a trincas, sem possibilidade de reparos.

O metro quadrado custa cerca de R$ 1.000,00.

Acrílico

Conhecidos como Corian, Hi-mac e Staron, estes materiais compostos por minérios e acrílico são tendência nas bancadas de cozinha.

A variedade de cores, texturas e a possibilidade de modelar o material é o que o torna tão atrativo.

Porém, é preciso atentar quanto ao contato com panelas e superfícies quentes, que podem danificar a bancada. Para evitar que isso aconteça, o arquiteto Diego Revollo recomenda: “você pode utilizar pinos metálicos na região de apoio das panelas”.

Os acrílicos são a opção mais cara da lista. O m2 custa, em média, R$ 3 mil reais.

 

imagens via Mekal Brasil, Minimalisti, Undolock, Kitchen Design Ideas, DJCC, My Value Home, EE Furnish, Urbaville, Por Uma Vida Mais Simples, Mojstan, EE Furnish, Miracle Me Thod, Kitchen Best Design, Exclancel, Marcenaria Ferrari, Anilar, Imagine 1D, Archilovers, Floform, Thalita Franco, CANN Design, Lugher, Trueform, Tips Decor Design, Eremass

com informações de Vida e Estilo Terra