27 ideias de projetos com cimento e concreto aparente

1

Tendências em acabamentos vem e vão, mas o concreto aparente fica.

A modernidade constante do material é encontrada desde obras de infraestrutura urbana a projetos de design de interiores. Democrático, o concreto se tornou sinônimo de resistência, versatilidade e economia.

Mas melhor que a descrição, são os projetos de arquitetura reunidos aqui com referências de materiais de construção e dicas para apostar no material:

No chão, costuma-se aplicar o cimento queimado, que não está relacionado a fogo ou maçaricos. Na verdade, “queimar” corresponde ao processo de aplicação de pó de cimento sobre a argamassa (cimento + areia), enquanto a mistura ainda está mole e úmida.

Depois, é preciso desempenar a superfície, deixando o piso liso e nivelado.

Trata-se de um processo barato, mas nem tanto. Dependendo do tipo de acabamento, o piso de cimento queimado exige mão de obra especializada e materiais de alto custo, como resinas e vernizes.

Se você procura por uma finalização mais bruta e econômica, uma dica é utilizar formas de madeira com sobras da própria obra para moldar o cimento. De qualquer forma, o material é garantia de menos resíduos no final da obra.

É importante lembrar que este é um piso monolítico, formado por um só material em grandes dimensões. Logo, diferente de azulejos, pastilhas e ladrilhos hidráulicos, o cimento vai trincar, em maior ou menor proporção.

Isso acontece porque o material dilata e retrai com mudanças de temperatura. Mas nem tudo está perdido. Você pode evitar as trincas aplicando réguas plásticas de dilatação e/ou misturando aditivos na argamassa.

Há ainda muitas opções de corantes para pisos de cimento, que tendem para tons pastéis ou branco.

Independente dos efeitos desejados, é importante que o piso seja bem executado. Lembre de utilizar a mesma marca e lote de cimento no mesmo ambiente para que a tonalidade fique uniforme.

Outra dica é evitar a aplicação de piso de cimento queimado em banheiros e áreas úmidas, que podem ficar escorregadias e manchar com xampus e sabonetes.

Veja também:  Mês do orgulho LGBTQIA+

Tomando certos cuidados e realizando uma limpeza ocasional com ceras e sabão neutro, seu piso vai durar por bastante tempo.

Nas fachadas e interiores a economia do cimento está mais relacionada a ideia de que o material dispensa etapas como emboço – primeira camada de finalização de uma parede – e o reboco.

A atmosfera industrial, aparência neutra e sensação de amplitude também são alguns dos aspectos levantados a favor do cimento. Os argumentos contrários destacam a frieza e rigidez do material, que não apresenta um dos melhores desempenhos térmicos.

Tudo pode ser resolvido com uma boa dose de decoração. Tapetes, mobiliário e peças coloridas ou em madeira harmonizam bem com o cinza do material e aquecem o ambiente.

O resultado é uma base neutra mais moderna que o branco. Há também a opção de deixar o concreto aparente apenas nas vigas e pilares.

Se você ainda não está pronto(a) para abolir todos os acabamentos, aposte em porcelanatos e texturas cimentícias, que reproduzem fielmente o aspecto do concreto e evitam certos riscos de permeabilidade, manchas e trincas.

A aplicação de cimento polimérico e resinas também mantém o efeito decorativo do material.

Precisa de mais inspiração? Role a página para o topo de descubra mais 13 fotos com cimento aparente na galeria.

Os detalhes dos projetos desse post também estão disponíveis para acesso. É só clicar nas imagens para descobrir mais.

Logo abaixo, reunimos várias opções de materiais de construção e porcelanatos relacionados ao cimento aparente e suas aplicações na construção, arquitetura e decoração.

Descubra também o catálogo de produtos completo de cimento. A partir dele você pode fazer orçamentos e comparar os preços de materiais e instalação, baseados na tabela da SINAPI.

PS.: Se o seu projeto envolver alguma reforma, é bom consultar o Guia Completo da Regularização da Reforma, disponível gratuitamente na Hometeka.

 

fotos Divulgação
com informações de Cruzeiro do Sul, Portobello, Casa AbrilPontto Lavabo, Ecoportinari, Casa Cláudia e Limão na Água

Lana Kantor

Padawan entre palavras, heavy user de referências de cultura pop, nem tão sutis tentativas de colocar um pouco de humor e gentileza no mundo. Em constante batalha contra o hábito de ver séries sem parar, começando a partir do próximo episódio. | lana@hometeka.com.br

Comentários

  1. gabriel

    07/07/2016

    Gente vocês são ótimos, tenho 5 abas abertas com artiguinhos de vocês e não tô nem nos de 2016 ainda.

    1. Ana Júlia Caires

      08/07/2016

      Ei, Gabriel! Que bom saber disso, ficamos muito felizes com o seu carinho, por aqui e no twitter também! :) Abraços!

  2. Janice Souza

    06/02/2017

    Queridos, ótima matéria. Apenas tenho uma dúvida… Estou pesquisando exatamente sobre pisos para apartamento com pets, pois temos 3 cachorrinhas. A ideia era cimento queimado, mas vimos que, com limpeza (usamos clorofina para desinfetar tirar o cheiro e desodorizador/ repelente de citronela), deve desgastar muito rapidamente, criando rachaduras. Esse risco é real? Caso seja, qual seria a segunda opção mais indicada para pisos com pets?
    Desde já, muito obrigada!

Deixe um comentário