Na Holanda, 84% das pessoas tem uma ou mais bicicletas, fazendo do país um lugar ideal para a implantação da primeira ciclovia do mundo que aproveita a energia solar.

Chamado de SolaRoad, este projeto de infraestrutura sustentável teve apoio de cientistas, empresas e da província de Krommenie, que bancaram os € 3 milhões de euros iniciais para a construção de 100 metros de comprimento da ciclovia.

Descubra mais detalhes e os materiais envolvidos no projeto a seguir:

Os primeiros 70 metros da pista estão prontos para pedalar. A inauguração aconteceu no início de novembro e a totalização dos 100 metros será feita até 2016.

O processo é demorado porque envolve a pavimentação de módulos de concreto pré-fabricados, cobertos por uma camada de vidro de 2,5 cm de espessura que cobre as células fotovoltaicas, o material que converte energia solar em eletricidade.

O conjunto é capaz de aguentar o peso de um caminhão e será ligado à rede elétrica da província. 

Nos EUA, essa mesma ideia surgiu para substituir o asfalto de ruas, aeroportos e estradas, incrementada com painéis de LEDs, coletores de água e neve e com a potencial substituição de todos os postes por uma fiação subterrânea, ligada ao sistema.

O casal que desenvolveu o sistema angariou U$ 2.200.591 dólares e prevê a produção de 3x mais energia que os Estados Unidos precisam. 

Mas, diferente da SolaRoad, não há previsão de implantação junto às políticas públicas, o que torna o projeto holandês mais viável e de fácil expansão.

E se o custo parece alto, o retorno ainda é vantajoso. Calcula-se que a SolaRoad tenha o potencial para abastecer 50 kW/h por m2 em cerca de um ano. 

A ciclovia também pode não ser tão eficiente quanto os painéis solares, perdendo em 30% de captação para estes materiais (que recebem mais luz solar por estarem inclinados), mas a ideia é que a geração de energia seja de interesse público, e de que mais áreas impermeabilizadas e rodovias passem a ser grandes áreas de coleta de energia, com o mínimo impacto na paisagem.

Veja também:  Guia Prático: Ambiente Multifuncional

Leia também:

Novo material cria placas solares para substituir o asfalto

 

via Ciclovivo