Ser mulher no mercado de trabalho é difícil – especialmente em profissões designadas para os homens pela sociedade. Mas muitos anos de luta garantiram melhores salários, oportunidades e a inserção feminina na Engenharia, Construção, Negócios e também na Arquitetura.

Conheça 6 arquitetas que revolucionaram a profissão e mostraram ao mundo que Arquitetura também é coisa para mulheres.

lina Lina Bo Bardi

Museu de Arte de São Paulo – MASP

Nascida em 1914 na cidade de Roma, Lina Bo Bardi foi arquiteta, professora, designer gráfica, escritora e cenografista. Mudou-se para o Brasil em 1946 e foi naturalizada como cidadã brasileira cinco anos depois. Entre suas obras mais conhecidas estão o MASP – Museu de Arte de São Paulo – e a Casa de Vidro, referência da arquitetura modernista no Brasil. Faleceu em São Paulo em 1992.

farshid Farshid Moussavi

Nascida em 1965, a arquiteta iraniana Farshid Moussavi é professora de Prática na Arquitetura na Universidade de Harvard. Dentre seus projetos estão o Museu de Arte Contemporânea de Cleveland (EUA), o Complexo Residencial Les Jardins de la Lironde (França) e o Victoria Beckham Flagship Store (Londres). É co-fundadora do famoso escritório inglês Foreign Office Architects.

marion Marion Mahony Griffin

Marion foi uma das primeiras arquitetas licenciadas do mundo. Nascida nos Estados Unidos em 1871, se formou em 1894 pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts e trabalhou com o renomado arquiteto Frank Lloyd Wright. Suas aquarelas representando os projetos e obras de Frank se tornaram marca registrada do escritório – como era típico na época, Marion não levou nenhum crédito pelas obras.

Em 1914, ela e seu marido se mudaram para a Austrália para projetar Camberra, a nova capital do país. Faleceu aos 90 anos na cidade de Chicago.

Veja também:  Tapetes Hometeka, nossa primeira linha própria de produtos chegou

zaha-hadid Zaha Hadid

Nascida em Bagdá, no Iraque, Zaha Hadid foi a primeira mulher a ganhar o Prêmio Pritzker de Arquitetura pelo seu trabalho. Atualmente com 64 anos, Zaha é uma das grandes representantes da arquitetura desconstrutivista – marcada pela fragmentação e não-linearidade dos projetos.

Zaha também é formada em matemática e membra do Office for Metropolitan Architecture (OMA). Dentre seus projetos mais importantes estão o Centro Heydar Aliyev (Azerbaijão), o Banco Central do Iraque e o estádio Al Wrakah (Quatar).

teresa-borsuk Teresa Borsuk

Com mais de 30 anos de experiência, Teresa Borsuk foi eleita a Arquiteta do Ano de 2015 pelo Architects’ Journal. Sócia do escritório Pollard Thomas Edwards, Teresa aumentou em 50% o número de funcionárias mulheres dentro da empresa. Sua paixão por LEGO foi um dos motivos que a levou a entrar na profissão, sendo conhecida por sua experiência no complexo entrelaçamento entre edifícios novos e antigos. O projeto The Granary foi ganhador de prêmios como o World Architecture News Awards em 2011.

rosa-kliass Rosa Kliass

Nascida em 1932, Rosa Kliass é um das maiores arquitetas do Paisagismo brasileiro. Foi responsável pela reforma do Vale do Anhangabaú e pelo projeto paisagístico do Parque da Juventude – antigo Carandiru – ambos em São Paulo. É autora de projetos paisagísticos premiados, planos urbanísticos e revitalização de monumentos históricos. Fundou em 1975 a Associação Brasileira dos Arquitetos Paisagistas.

Aos 83 anos, Rosa continua exercendo a profissão.

 

imagens via Iluminet, Pollard Thomas Edwards, Archdaily, Arquitetapage, CAU/BR.