Com o Brasil em foco no mundo todo devido a Copa do Mundo da FIFA, foi vez do jornal Los Angeles Times dar seu parecer sobre uma outra faceta do país: a recente arquitetura brasileira. 

Criando um paralelo entre o evento e os protestos acontecendo no país, o artigo escrito pelo jornalista Vincent Benis exalta a arquitetura que tem servido a favor de um Brasil mais democrático. 

O destaque fica para os projetos da Escola Paulista, em especial a Praça das Artes, prédio desenhado pelos arquitetos Francisco de Paiva Fanucci e Marcelo Carvalho Ferraz no centro da cidade São Paulo.

Depois de ter adormecida por décadas, a arquitetura brutalista da cidade têm renascido. Nessa tendência é possível ver novamente o ousado, progressivo e até mesmo agressivo uso do concreto aparente e da engenharia urbana nos espaços públicos da cidade.

A Praça das Artes funciona como grande fonte de otimismo nesse cenário. Já aberta ao público, mas ainda em processo de construção, o prédio com extenso vão livre se abre para as ruas em um movimento similar ao da ocupação da cidade ocorrido desde de Junho de 2013. 

“Nós poderíamos ter usado colunas para suportar a estrutura. Mas queríamos deixar inteiramente aberto (o nível térreo), como se aquilo denunciasse os espaços que estão vazios ou sub-usados, assim todos os espaços poderiam ser ocupados, todas as passagens abertas para os pedestres,” diz Marcelo Ferraz, um dos arquitetos do projeto.

Ele continua dizendo: “Se nós arquitetos conseguimos interpretar as reivindicações que acontecem atualmente no Brasil, acho que ouvimos ‘queremos uma cidade, a cidade é nossa.’”

O texto segue comparando a abertura que o país teve para a arquitetura modernista em comparação com os outros países da América Latina. Segundo Benis, o Brasil recebeu pouco da arquitetura pré-modernista europeia, o que deixou espaços abertos para um novo tipo de pensamento.

Veja também:  Materiais que Aquecem

O diálogo que marcou o início da arquitetura modernista no país é um diálogo que vem sendo retomado e que marca uma nova forma de pensar arquitetura no Brasil.

Veja também como a tecnologia BIM vem ganhando força no Brasil – clique aqui para ver.

fotos Nelson Kon