“O projeto dos seus sonhos agora cabe no seu bolso.” Com este lema, nasceu a Arquitetura do Barreto, empresa criada pelo arquiteto Márcio Barreto para desenvolver projetos de baixo custo voltados para a classe C.

Márcio é graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia. Logo depois de se formar, começou a trabalhar em uma multinacional e tornou-se responsável por grandes projetos nos escritórios da empresa no Norte e Nordeste do país.

Só que, desde a faculdade, Márcio entendia a importância de sua profissão como algo maior do que isso. Então, decidiu fundar o próprio negócio e usar sua formação e experiência como arquiteto para ajudar as classes menos favorecidas.

Segundo Márcio, o arquiteto é o responsável por levar conforto, estética e funcionalidade aos ambientes, e todos deveriam ter acesso a isso.

Assim, o projeto funciona de maneira rápida e simples. A pessoa recebe o arquiteto em casa e fala qual ambiente deseja reformar. Na mesma hora, o profissional começa a desenvolver o projeto conceitual com imagens 3D e envia tudo digitalizado para o cliente ao terminar – essa consultoria dura cerca de duas horas e custa apenas R$ 300.

Além da consultoria, a empresa também pode fazer o projeto executivo, layout da planta baixa, planejar a demolição, construção, lista de materiais, pontos elétricos e todos os outros processos necessários para tirar o projeto do cliente do papel.

A participação do cliente, suas necessidades e condição financeira são prioridades para a Arquitetura do Barreto. Além disso, Márcio contou ao Correio 24 Horas que preza pelo bom uso de cada espaço, buscando seguir de forma correta a tendência do “menos é mais”:

“Famílias com menor poder aquisitivo têm adquirido apartamentos cada vez menores (…) e acabam ocupando o tão sonhado ‘lar doce lar’ de forma equivocada, comprando móveis de dimensões erradas, fazendo obras sem o reaproveitamento de materiais e, diante de retrabalho e mais retrabalho, acabam tornando o seu sonho um pesadelo.”

Com isso, a ideia dos projetos econômicos de Barreto é que os clientes não paguem muito para ter um espaço menor, mas gastem menos para ter esse espaço bem construído, otimizado e decorado.

Veja também:  Mês do orgulho LGBTQIA+

O ambiente mais reformado pela empresa é o quarto de bebê. Além do fator emocional, Márcio contou que a complexidade do projeto para esse cômodo motiva a contratação, visto que inserir móveis de dimensões diferentes – como berço, trocador e poltrona de amamentação – é um exercício de criatividade que só um profissional pode resolver.

Depois do quarto do bebê, os sanitários e lavabos são os mais pedidos pelos clientes, seja em apartamentos novos ou usados.

São ideias como a do Márcio que ajudam a realizar o potencial de transformação social que a arquitetura possui. Com projetos simples e inovadores, a Arquitetura do Barreto mostra que não é (ou pelo menos não deveria ser) necessário ter um alto poder aquisitivo para cuidar bem da sua casa, afinal, todo mundo merece ter serviços de qualidade para viver melhor :)

O que você achou da iniciativa? Compartilhe sua opinião aqui nos comentários!

 

imagens e informações Divulgação