Acessibilidade: conheça os condomínios projetados para idosos no Brasil

Conheça a ideia do Cidade Madura, AGERIP e Vila Dignidade

conheça condomínios voltados para idosos no Brasil

Ao longo da vida, temos diversas ambições, e uma delas é chegar à terceira idade vivendo com dignidade, saúde e bem-estar. Só que isso nem sempre é possível para muitos idosos, que por falta de oportunidades, apoio da família e/ou situação financeira, acabam morando em casas inseguras ou até mesmo indo parar em asilos em condições precárias.

Existem conjuntos residenciais exclusivos para idosos em todo o mundo, com estruturas fenomenais, atividades físicas e cuidadores à disposição 24 horas por dia para os senhores e senhoras. No entanto, viver nestes locais tem um custo elevadíssimo — alguns aqui no Brasil chegam a ter mensalidades de mais de R$ 10.000.

Mas, então, o que fazer para resolver essa situação e proporcionar qualidade de vida também aos idosos com menor poder aquisitivo? Foi pensando nisso que alguns governos e organizações brasileiras construíram condomínios acessíveis voltados para idosos em diferentes estados do país. Conheça alguns deles agora:

Cidade Madura

conheça condomínios voltados para idosos no Brasil

Inaugurado em 2014 na cidade de João Pessoa, o programa Cidade Madura é uma iniciativa do governo da Paraíba destinada a idosos de baixa renda. Possui mais duas unidades — uma em Campina Grande e outra em Cajazeiras — e cada uma conta com 40 casas adaptadas de 54 m².

O condomínio oferece posto de saúde, academia ao ar livre, horta comunitária, pista de caminhada, centro de convivência com salão, salas de aula, de TV e de fisioterapia, copa, banheiros acessíveis e até um redário, e o investimento total do governo paraibano foi de R$12 milhões nas três unidades.

Quem pode viver no Cidade Madura? Idosos a partir dos 60 anos — preferencialmente quem vive há mais de dois anos na cidade — com renda de até cinco salários mínimos, que morem sozinhos ou apenas com os cônjuges e possuam autonomia para realizar atividades diárias. Os beneficiados pagam apenas uma taxa de condomínio e podem viver lá o tempo que quiserem e precisarem.

Como as casas pertencem ao Estado, os moradores não podem modificá-las, alugá-las ou cedê-las por conta própria. Da mesma forma, quando um residente desiste da casa ou falece, não existe a possibilidade da casa ser passada como herança para alguém da família do idoso.

AGERIP

conheça condomínios voltados para idosos no Brasil

A AGERIP — Associação Geronto Geriátrica de São José do Rio Preto — é uma organização não-filantrópica e sem fins lucrativos que desenvolveu o Projeto AGERIP em 1975 para garantir um envelhecer com dignidade, segurança e conforto para as pessoas.

Um dos diferenciais do AGERIP é a oferta de diferentes tipos de construções e a possibilidade de se associar e adquirir uma reserva mesmo antes de completar a idade mínima para morar no condomínio.

conheça condomínios voltados para idosos no Brasil

Em termos de infraestrutura, o residencial possui três categorias que atendem a diversos tipos de necessidade:

  • Suítes: com 63,55 m² de área de construção, são compostas por dormitório, banheiro acessível, sala com minicopa e garagem ou varanda. As suítes são adquiridas a preço de custo pelo sistema de comodato — contrato em que algo insubstituível é cedido a alguém temporariamente e depois deve ser restituído.
  • Apartamentos: ocupados pelos associados que moram sozinhos ou com um cônjuge. São compostos de um quarto planejado com um banheiro acessível e mobiliados pelos moradores. Nesta categoria e nas suítes, são oferecidos os serviços de enfermagem e cuidadores.
  • Chalés: construídos pelos próprios moradores em terrenos também cedidos por comodato, os lotes são de 400 m² e as casas podem variar entre 60 m² e 160 m².

Além das moradias, o AGERIP oferece diversas atividades para seus moradores, como hidroginástica, dança de salão, pilates, bordado, artesanato, terapia em grupo e muito mais. As refeições são realizadas no restaurante do condomínio sob a supervisão de nutricionistas e são realizados almoços especiais, bailes, excursões e outros eventos para o lazer dos associados.

Veja também:  VELT: Design minimalista e inteligente com um quê de industrial

conheça condomínios voltados para idosos no Brasil

Quem pode viver no AGERIP? Nos apartamentos, idosos a partir de 60 anos; nas suítes e nos chalés, a partir dos 50; e qualquer associado com mais de 40 anos de idade pode usufruir das atividades oferecidas no condomínio.

A associação tem mais de 750 associados atualmente, e a sede conta com mais de 100 construções prontas e mais algumas em produção. São 1000 títulos disponíveis, sendo 100 para reserva patrimonial, que pode ser feita por pessoas de qualquer idade e transferidas de pais para filhos. Após adquirir o certificado do Título Patrimonial, o associado passa a contribuir com a mensalidade do título. É possível saber com mais detalhes como se tornar um associado neste link.

Vila Dignidade

Instituído em 2009 em uma parceria entre a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), secretarias e prefeituras de municípios paulistas, o Programa Vila Dignidade também é voltado a idosos independentes de baixa renda e já conta com unidades em cidades como Ribeirão Preto, Avaré e Mogi das Cruzes.

Com o objetivo de proteger os moradores e preservar suas condições de autonomia, os residenciais foram projetados segundo o conceito do Desenho Universal, que facilita o uso da moradia por qualquer pessoa com dificuldade de locomoção, seja temporária ou permanente.

Assim, todas as casas possuem itens de acessibilidade, como barras de apoio, portas e corredores mais largos, rampas de acesso e pisos antiderrapantes. Outro diferencial é o “botão de pânico” no banheiro e quarto, que pode ser acionado para avisar os vizinhos caso o morador sofra algum acidente doméstico.

Na unidade de Avaré – onde os imóveis contam até com aquecedor solar – os recursos de acessibilidade também foram instalados nas áreas comuns do condomínio, que oferece salão para festas, cursos, reuniões e mais eventos. A vila ainda possui um posto do Acessa SP com acesso à internet e monitores para promover a inclusão digital dos residentes.

Quem pode viver na Vila Dignidade? Idosos a partir dos 60 anos — preferencialmente quem vive há mais de dois anos na cidade — com renda de até dois salários mínimos, que vivam sozinhos e possuam autonomia para realizar atividades diárias. Os beneficiados são indicados pelo Conselho Municipal de Idosos, recebem assitência social e participam de atividades socioculturais e de lazer.

No caso da unidade de Mogi das Cruzes, o prefeito Marco Bertaiolli disse que toda a vila é acessível, e caso algum idoso necessite de cuidados por problemas de saúde, estará sob responsabilidade da Prefeitura e será transferido para alguma unidade de saúde do município que possua cuidadores.

Apesar de toda a repercussão positiva, também há quem critique essas iniciativas por acreditar que os idosos não deveriam viver “isolados” da sociedade, em um local exclusivo para eles. Também existe a dúvida sobre como fica a situação dos moradores que perdem autonomia nesses condomínios, já que eles devem morar sozinhos — ou apenas com o cônjuge — e muitos não possuem familiares que possam abrigá-los e auxiliá-los fora de lá.

Entretanto, não restam dúvidas de que ideias como o Cidade Madura, AGERIP e Vila Dignidade são de extrema importância para promover qualidade de vida, conforto e segurança a pessoas que tanto já contribuíram para a sociedade.

E você, o que pensa sobre esses projetos? Deixe sua opinião aqui nos comentários!

 

informações via i3i, Ciclo Vivo, CDHU, Governo de São Paulo, Portal News

imagens via Ciclo Vivo, UOL Mulher, Agerip, Governo da Paraíba, Portal 25 Horas, Jolitur

Ana Júlia Caires

Naju está em constante movimento e busca equilíbrio nas palavras.| anajulia@hometeka.com.br

Comentários

  1. anete catarina silva azevedo

    07/07/2016

    Sempre pensei que os idosos que vivem sozinhos e tem baixa renda deveriam morar em locais próprios para eles, com atividades previstas para divertimento, para exercitar a criatividade e ainda para poderem se sentir úteis enquanto isso seja possível. Pelo menos assim eu gostaria que acontecesse comigo. Creio que as iniciativas de que tratam estes artigos são muito interessantes e inovadoras e deveriam ser imitadas por todos os municípios brasileiros.

  2. junior monteiro

    22/07/2016

    será muito bom e simplesmente maravilhoso se sempre pensarmos no nosso próximo pois tudo que queremos ter daríamos primeiro para depois receber!

  3. Giselia

    15/08/2016

    Não é bom que morem sozinhos, deveria ser possível viver com familiares, pois amizade não substitui família. Além disso é apenas para idosos que não têm doenças, ou seja, um cadeirante não pode morar, muito exclusivista.
    E a segurança? Quem garante?

  4. Nice

    24/08/2016

    Maravilhoso!!! Ideia excelente que deve ser copiada em todas as cidades brasileiras.

  5. Norberto Barrow

    20/10/2016

    Espetacular,isso precisa ser multiplicado para todos os Estados do Brasil urgentemente.

  6. Francisco Aloisio

    15/12/2016

    Oi Ana Julia. Muito boa a sua matéria. O conceito principal é CONDOMÍNIO COM SERVIÇOS. Tanto as crianças, como os idosos são muito dependentes de serviços: babá, cozinheira, arrumadeira, cuidadora, auxiliar de enfermagem… Na faixa de idade produtiva, passamos pouco tempo em casa e nos viramos na rua. A maioria dos comentaristas da matéria, se posicionaram como sendo uma solução “para os outros”. Minha sugestão: opine como seria esta ideia PRA VOCÊ.

  7. henrique

    01/03/2017

    Pela minha experiência como médico, nem sempre viver com familiares é algo bom.
    Normalmente, os familiares têm sua rotina de trabalho diária e se ausentam o dia todo, deixando o idoso isolado.
    Umas das coisas primordiais para o envelhecimento saudável é a convivência social. Trabalho como voluntário em um lar para idosos aqui no interior de SP e percebo que a convivência entre eles é fator chave para o retardamento da demência senil (Alzheimer) pois os idosos se adaptam em uma rotina de socialização e práticas de atividades em grupo, estimulando áreas responsáveis pela cognição que são afetadas pela doença.
    Você afirma que “amizade não substitui família”. Essa é uma visão errônea que a maioria das pessoas tem e vou lhe relatar um dado que fará você ficar chocada: Os familiares dos idosos são os que mais os agridem. Por várias vezes, atendi pacientes idosos que vivem com filhos, netos e etc, e tive que acionar a polícia civil que, baseado no ED (estatuto do idoso), instaurou investigação criminal contra familiares da vítima.
    Não é raro ouvir caso de familiares que agridem fisicamente seus próprios familiares idosos. Isso sem contar a questão de roubo de aposentadoria (muitos idosos são enganados por seus próprios filhos e acabam assinando documentos para obtenção de empréstimos consignados).
    Conheço 2 desses condomínios da reportagem e posso afirmar sem sombra de dúvidas, que são as melhores opções para idosos.
    Esses condomínios são inteiramente adaptados para receber idosos, contam com profissionais (enfermeiras, fisioterapeutas e cuidadores experientes) à disposição, além de atividades física e de interação social. Possuem um ambiente seguro, confortável e tranquilo para o idoso.
    Não se engane achando que familiares (especialmente filhos) irão abrir mão de suas respectivas rotinas para se dedicarem à cuidar de seus pais. Isso é ilusão.
    Em países mais desenvolvidos, tais como Canadá, EUA, Noruega, Alemanha, etc, esses condomínios para idosos existem faz décadas e funcionam muito bem.

  8. Sirlei

    23/03/2017

    Estou dando uma pesquisada e fiquei muito feliz por saber que já existem moradias como essas para pessoas idosas e sozinhas. Esse é o meu futuro. Sou sozinha, não tenho filhos e logo vou ter que procurar algo assim pra viver e conviver com outras pessoas. Por enquanto consigo fazer tudo o que preciso e quero, mas sou consciente que os anos passam e trazem a insegurança pra quem vive sozinha.
    Pena que aqui onde moro ainda não tenha lugares como esses.

  9. Maçaneiro

    26/05/2017

    Nossa, nem tudo é possível. Paraíso não dá para ser construído . . .

  10. Rivair José de Paula

    03/06/2017

    Que coisa interessante! Nem sabia que iniciativas como essas já começam a mostrar resultados no Brasil, país populoso, envelhecido e cada vez mais desestruturado. Nem tudo é desgraça quando vemos pessoas trabalhando para melhorar a vida de quem já não pode mais fazer força.

    Notícia interessantíssima!

  11. Lília Sampaio de Souza Pinto

    17/09/2017

    Gostei muito da matéria. Estou interessada em iniciativas desse tipo, uma vez que a população envelhescente está começando a acordar. Muitos idosos, antigos e futuros, estão – a exemplo do desconforto social que levaram famílias a formarem os cohousing pelo mundo – a acordar e verificar que o antigo conceito social de aposentado-velho ou vice-versa, já não lhes cabe. É, pois urgente acompanhar esses anseios, dando-lhes novas oportunidades de alcançar maior dignidade e participação na comunidade onde vive.

  12. MARINA RIBEIRO THOMAZ

    27/09/2017

    Henrique nem preciso comentar, voce disse TUDO. Pura ilusão alguém achar que vai ter um fim de vida lindo, maravilhoso porque constituiu família. Sei de casos que os idosos são agredidos por filhos, netos e cuidadores por causa de dinheiro.

  13. Dri Regina Gomes

    02/10/2017

    Achei muito legal essa matéria, acredito que a maioria dos idosos prefiram morar em um lugar desses do que viver jogado e incomodando aos parentes.
    Eu vou adorar poder ver e ouvir músicas, novelas, programas, ler os livros que gosto e principalmente ter as minhas coisas arrumadas como eu gosto.

  14. Vilma Governatore

    17/10/2017

    Amei em saber que no Brasil,um país com políticos corruptos,só desgraça,.Tenha esses programas voltados para nós (Melhor Idade) que procuro com lanterna nas mãos,a melhor idade.A saúde precária, convênios médicos caríssimos etc….etc….etc….Fico muito alegre e animada que existe pessoas que se importam conosco….

  15. Maria Euripa Tuneca

    03/11/2017

    Eu gostaria de saber mais detalhes, pois sou ativa mas gostaria de morar em um lugar onde eu possa ser cuidada sem precisar ocupar os filhos, pois ela trabalham e não podem ficar ao nosso dispor. Podemos visitar para conhecer e conversar? Sou eu e meu esposo, tenho 66 e ele 64. Obrigada

  16. Hard

    08/11/2017

    Amigo se escolhe, irmão não…
    Partindo dessa premissa, não concordo que amizades não substituem família.
    Quantos idosos são abandonados pela família neste país?
    Quantos são deixados à própria sorte para morrer em asilos ou até na rua?
    Lugares como como esses são um refúgio para o idoso que quer terminar seus dias com dignidade.
    Eu mesmo, que já estou na faixa dos 50 e não tenho filhos, certamente buscarei um lugar assim para terminar meus dias.

  17. Angela Moraes

    04/12/2017

    Programei a minha vida para a terceira idade pensando em morar num lugar como esse para não dar trabalho a familia, um lugar que eu possa ter uma convivência com pessoas da minha idade e onde eu possa viver o resto dos meus dias tranquila.

  18. Marina Silva

    29/01/2018

    Tenho grande interessa em moradias assim, para mim mesma, mas na cidade de São Paulo. Há alguma?No aguardo de maiores informações.

  19. erli

    05/02/2018

    Gostaria de saber qual o custo de apartamento ou suite. Tenho 57 anos e meus filhos estão indo para o exterior queria um lugar onde tivesse outras pessoas sozinhas como eu.

  20. RAfael

    10/02/2018

    Que ideia sensacional, João Pessoa esta de parabéns por um projeto como esse. Eu acho o projeto incrível e me impressiona que esse tipo de projeto não seja tão divulgado, que não seja melhorado e ampliado. Eu acredito que as varias cidades no interior do país poderiam servir para abrigar projetos como esse. Um custo de 12 milhões para uma obra como essa, parece ínfimo diante do mal uso dos recursos públicos do nosso país.
    Como vi em alguns comentários o fato de ser exclusivo para idosos com independência e estar afastado da família não acho que seja motivo de criticas e descredito, pois vai quem quer, não é obrigado. Mas é claro que pode-se e deve-se melhorar o projeto!! Muitos dos pontos negativos apontados deve-se apenas ser corrigidos ou mitigados em novos projetos desse tipo. Espero ver novas obras desse tipo em nossas cidades!! Parabéns!!

  21. maria eliza rodrigues

    29/03/2018

    EU TB GOSTARIA DE INFORMAÇÕES POIS TB SOU SOZINHA

  22. maria eliza rodrigues

    29/03/2018

    concordo com vc e tb preciso de um lugar assim p ter uma velhice com dignidade.

  23. Núria Ferré

    13/06/2018

    Também pretendo ir para um lugar assim, com certa privacidade… Quero achar um lugar que o idoso tenha liberdade para ir e vir enquanto tiver condições, é claro!!!

  24. Emilia

    20/06/2018

    Sempre me interessei por residenciais desse tipo e gostaria de ter mais esclarecimentos a respeito como por exemplo preço para uma pessoa, etc e o que é preciso para conseguir. Tem algum perto do Rio de Janeiro ou mais para o Sul do País? Tipo Paraná…..aguardo maiores informações. Obrigada.

  25. edilza souza

    02/07/2018

    eu adorei saber sobre isto. pq casei muito cedo e meus filhos já são casado s e o mais novo já tem 45,anos e fiquei viúva a 3 anos , minha casa e muito grande e meu filho que morabva comigo o apto dele saiu agora. não sei o que faco não tenho medo de casa grande mas uma pequena e melhor para nossa idade . aguardo resposta 81 997530173 edilza

  26. clarice de campos fernandes

    24/08/2018

    adorei essa ideia, tenho 61 anos e não sabia que isso existe , como devo entrar em contato com voces?

  27. geraldo jose camargo

    14/10/2018

    Boa noite procuro pessoas interessado em montar um projeto na região de amparo sp

  28. Josânia

    03/11/2018

    Olá Edilza! Trabalho com idosas e uma delas, que estava numa situação parecida com a sua, transformou a casa numa república. Como a casa possui 4 quartos, ela chamou 3 idosas e fizeram um termo de compromisso. Estabeleceram as regras da casa, divisão das despesas, direitos e obrigações. Se resguardou ao direito de desfazer a república, caso não desse certo, mas já estão juntas há 6 anos e são muito amigas. Talvez algo assim seja bom pra vc.

  29. maria lopes

    06/02/2019

    Geraldo bom dia. este seu post foi do ano passado. Que tipo de parceria voce esta procurando para o projeto? me mande seus comentários no meu email -maf.lopes@uol.com.br

  30. Osmaisa Alves Paesde Almeida

    25/02/2019

    Ótima ideia, pena não ter na maioria das cidades brasileiras.

  31. VIVIANA SBRAGIA RASIA

    07/03/2019

    Amei saber que temos uma luz no fim do túnel . Gostaria de ajudar nos projetos idéias. É acho que posso ajudar muito p quem gosta de AR puro. No meu caso sem interesse financeiro. EU MESMA COM 70 ANOS PRECISO JÁ PENSAR NESSA POSSIBILIDADE . VIVIANA

  32. Graziela Duarte

    01/05/2019

    Como sempre, no Brasil, as “águas correm pro mar”. Estes condomínios maravilhosos são para poucos, são para os privilegiados. A grande massa de idosos brasileiros não terá este prazer mesmo depois de ter contribuído igualmente para a nação. Vai ter que se conformar. São tantas as “prioridades” do país que vão ficando por último os que têm mais de 60, apenas vivendo na esperança de: Algum dia, quem sabe? O Brasil já tem mais idosos do que jovens e a tendência é esta diferença aumentar e os governos deveriam ter o brio e o compromisso de agir, trabalhar, construindo moradias sem necessidade de luxo, porém seguras e dignas. E, principalmente, sem pensar, nem de leve, que estão fazendo favor a esta populosa galera.

  33. julieta de farias

    30/05/2019

    Minha situação é igual á sua , familiares já estão no exterior e os daqui devem segui-los . Gostaria de trocar ideias, não sei o que fazer

  34. Kadijha Percebon

    01/07/2019

    Também preciso de um lugar assim. Onde tivéssemos tranquilidade, não ficássemos tão sozinhos e caso precisássemos de ajuda para nossa saúde teríamos quem nos acolhesse e ajudasse. Sou só e tenho 67 anos.

  35. eliane

    16/07/2019

    Boa noite moro em Santos e procuro um lugar assim

  36. Alice Maria Pereira

    04/08/2019

    Acho maravilhosa essa iniciativa, , nem sempre é bom o idoso morar com a família, que geralmente não tem tempo pra eles, e esses condomínios oferecem novas amizades, o idoso não vai estar isolado.Sou de Ibiuna, tenho 60 anos, meu marido 64 existe algum condomínio de idosos que possamos nos associar?

  37. DIRCE CAETANO DA COSTA

    01/12/2019

    NAO TEM NO RIO DE JANEIRO!!!

  38. ANTONIO CARLOS

    28/01/2020

    acho muito boa a ideia de se construir localidades como esta para apoiar e cuidar de nossos velhinhos que tanto amamos,

    isto precisaria se multiplicar em todos os municípios do brasil como já disseram nos comentários acima nosso brasil eh em pais envelhecendoooo.

  39. Ana Maria de Souza

    03/02/2020

    A dificuldade que encontro é a exigência de morar na cidade há pelo menos 2 anos; não tenho condições de pagar um aluguel em Ribeirão Preto ou Avaré, sendo assim, jamais conseguirei uma moradia.

  40. Verônica Leão

    15/02/2020

    Gostei muito destes condomínios. Meu marido já fez 67 anos e eu faço 60 neste ano de 2020. Gostaria muito de ter um local assim para viver. Mas gostaria de ter mais liberdade, porque eu e meu marido gostamos muito de viajar. Moro no interior de Minas Gerais, na cidade de São Geraldo. Como faço para ter acesso a um local assim?

  41. Josete Baros Pituba

    02/03/2020

    Excelente ideia, moro em Alagoas especificamente em Maceió, adoraria que a minha cidade tivesse um condomínio desse, já falei com vários construtores de Maceió eles demonstram gostar da ideia mas não põe em prática até lá vou juntando um trocadinho para quando aparecer eu poder comprar.

  42. Rosana

    24/03/2020

    Ótimo artigo! Seria bom se cada um pensa-se no próximo! https://www.jorisimoveis.com.br/

  43. Vera Maria

    26/03/2020

    Olá Julieta, em que cidade vc.mora ? eu sou de S.Paulo , tenho 65 anos, ainda tenho muita energia, mas sou praticamente sozinha na vida, e estou procurando fazer amigos e um lugar para morar. se vc. tem WhatsApp liga pra mim, pra gente trocar umas idéias. 11 99347-5426 , Vera

  44. Vera

    26/03/2020

    Olá Marina, eu tbm. sou de S.Paulo e gostaria de conhecer algo parecido, se vc. encontrar me de um toque. , meu nome é Vera

  45. olimpia maria da silva carvalho

    30/04/2020

    EU SOU VIÚVA MORO SOZINHA,AQUI NO RIO , TEM 3 FILHOS TODOS TEM A SUA VIDA ,E EU TENHO A MINHA.GOSTARIA DE MORAR NUM LOCAL ONDE EU NÃO ME PREOCUPASSE COM NADA , E TIVESSE LIBERDADE DE VIVER , TENHO 72 ANOS VEJO TANTO EM LOCAIS COM APARTAMENTOS MAS NÃO SEI COMO ENCONTRAR , TENHO CONDIÇÕES PARA PAGAR AGUADO UM COMUNICADO

  46. MARIA VITORIA

    07/06/2020

    Olá Henrique,
    Esses condominios,existem proximo de Brasilia?

  47. MARIA VITORIA

    07/06/2020

    Eu tambem sou sozinha, sem filhos, moro em minha casa propria, tenho uma vida super ativa, mas ja tenho mais 60 anos,procuro um condominio para viver com outras pessoas .

  48. oswaldo agnani

    19/06/2020

    QUERO SABER SE JÁ EXISTE DESSES CONDOMÍNIOS OU SE TEM PROJETO PARA CONSTRUIR UM AQUI NA REGIÃO DE CAMPINAS-VALINHOS -VINHEDO E PROXIMIDADES: TENHO INTERESSE OK? NO AGUARDO

  49. CLAUDIA MADEIRA MOLESSANI

    03/07/2020

    Boa tarde! Como eu faço para entrar em contato? Tem no litoral Praia Grande SP? e para conhecer?
    P mim o lugar mais próximo seria Mogi das Cruzes.Obrigada por enquanto.Cláudia

  50. Catia Aparecida Desertoli

    04/07/2020

    PAI eterno abençoe, boa noite, gostaria de saber sobre valores e endereços e se ha disponíveis em outros estados

  51. Jka

    20/07/2020

    Nao penso que seja isolamento, vejo um abinete de acolhimento dignidade, uniao, vejo um idoso protegido pq muitos sao explorados com emprestimos em seu salarios, e muitos ficam só, ou vao parar em asilos funebres, as vezes a justiça exige das familias q elas façam algo, mas elas nao dao amor, nao dao segurança, empurram o idoso entre si! Quem condena um projeto assim e pq nunca conviveu com um idoso em casa onde os filhos nao estao nem aí…

  52. Jka

    20/07/2020

    Ja observou que muitas familias nao querem ajudar tao menos ter um idoso em casa? Passo isso com minha vó

  53. Fatima dos Santos

    31/07/2020

    Gostaria de saber quais são as condições para se conseguir morar em um lugar desse, existem terrenos que possa comprar para construir? Ou como faço para conseguir um espaço desse? Moro só, na Região de São Roque- SP. Obrigada
    Fátima- fátimaoliveira348@yahoo.com.br

  54. Adriana

    10/08/2020

    enfim cheguei aos 60 anos e achava que tudo seria mais fácil mas não foi. Maravilhoso esses condomínios, deveria ter em todo Brasil. Assim não perderia o meu jeito de ser e ver a vida.

  55. Fátima

    11/08/2020

    Ninguém responde aos comentários? Estranho….

  56. Maria Luzia

    29/10/2020

    Sou de Brasília e procuro um condomínio desses para viver . O custo e algo e gostaria de dividir um espaço em brasilia..

  57. Maria Luzia

    29/10/2020

    Gostaria de obter informacoes.

  58. Marcos Prates

    09/11/2020

    Será que tem algo assim em São Paulo SP ou região do ABC?

  59. Grace Coutinho

    14/12/2020

    Alguem por aqui deu continuidade em algum projeto? Podem entrar em contato comigo? gracecoutinho@hotmail.com

  60. Fatima dos Santos Alves Oliveira

    30/12/2020

    Gostaria de obter mais informaçõessobre valores.

  61. Selma de Lima

    10/01/2021

    Como proceder para se habilitar a viver nesta comunidade?

  62. Ana Pedra

    12/01/2021

    Excelente ideia, precisa multiplicar para o Brasil todo.

  63. Mary Schoenher

    07/03/2021

    Impulsos necessarios, pois o Brasil não e mais um pais jovem! Estes empreendimentos devem contar com a participação dos governos, como retorno de impostos pagos durante uma vida e ate a morte por todos os cidadãos que trabalham e trabalharam!! e o minimo que os governos devem fazer pelos patrões, que sempre mantem toda maquina publica! e a segurança destes locais deve ser publica e de qualidade, sendo o Brasil muito violento em todo territorio nacional!

  64. Fátima

    30/03/2021

    Interessante, que os que falam “família é o melhor para o idoso”, mas como é sua família? Se hoje você já fosse idoso, gostaria de viver com eles ou eles mostrariam realmente quem são? Família não é apenas sangue, aliás esse se misturou com tantos outros. Ao longo da vida fazemos amizades, contatos com outras pessoas, logo não acredito que a vida deva se limitar apenas a família sanguínea, pois essa se vai, muitas vezes vai antes, muito antes. Então, iniciativas como essa são fundamentais. Em meu Estado não temos, por isso, penso em sair daqui, até porque não gosto de onde nasci.

  65. izilda Ap.Paiarin nishikawa

    04/04/2021

    gostaria de saber valores e local

  66. Maria das Graças de Deus

    11/04/2021

    Estou, tambem , interessada em obter detalhes sobre condominios pra idoso. Gostaria de morar no litoral.

  67. Val

    12/04/2021

    Meus pais são de idade, meu pai tem Alzheimer e minha mãe ainda está bem ativa, eles tem diferença de 10 anos. Sei que não é fácil para nenhum dos dois, ele, porque a doença progride, apartando-o do mundo real, ela por ser ainda jovem e ativa e estar de certa forma “presa”, a uma responsabilidade. Um lugar desses seria maravilhoso para eles, porque os filhos, todos temos nossas vidas, damos maior assistência, somos presentes, ativos com eles, mas mesmo assim, ainda sinto que falta algo para eles. Agora fico pensando nos idosos que não tem filhos, ou os filhos são mais distantes, realmente seria um benção. Linda iniciativa e olha, daqui uns dias sou eu que me programo desde sempre para não depender das filhas, é ideal a ideia, vou me aprofundar, quem sabe não fazem uma parceria por aqui na Bahia?! Grata pela partilha, muito útil essa informação.

  68. Celso Almeida

    15/04/2021

    Moro no RJ, tenho 74 anos e gostaria de saber o que devo fazer para morar na Vila Dignidade. grato

  69. leondia mello

    26/04/2021

    Leondia Mello 26.04.2021
    Acho essa uma ótima solução! portanto poderia ser possível um projeto de forma que contribuíssemos como se fosse um seguro, para que estivéssemos a assistência garantida até o final da vida, porem que houvesse fiscalização para garantir os serviços de fato atendido com qualidade.

  70. leondia mello

    26/04/2021

    Estou cursando arquitetura e urbanismo e o meu TCC e justamente sobre moradia para idosos.
    A minha mãe tem 86 anos, ativa, lucida, porem passa a maior parte do tempo só!
    Construir uma casa para ela adaptada com poucos objetos, portas largas, banheiro com barras, e tenho acesso através da minha garagem, assim mantenho contato a qualquer momento pois é como se fosse uma extensão da minha casa. Sendo assim, Ela ainda tem o seu próprio espaço e não depende de ninguém para seu dia a dia.
    Hoje fico pensando em um projeto de moradia para idosos assistida, com cuidadores, médicos, entretenimento, alimentação, esporte, porem que fizéssemos a aquisição com contribuições garantindo tudo isso, mas com fiscalização assídua de órgãos competentes, psicólogos, médicos para que se garantisse realmente a realização dos serviços.
    Estamos envelhecendo e sozinhos!

  71. MARIA VITORIA SOUZA LIMA

    27/04/2021

    Maravilhoso ! Pena que nao temos essas oportunidades proximos de Brasilia, onde resido.

  72. Francisco Firmo

    10/05/2021

    Maravilhosos projetos! Merecem todo apoio nosso, idosos. Parabéns Prefeitura ou Serviço social de João Pessoa. Parabéns cidades paulistas que se preocupam com seus idosos, seu futuro e sua socialização. Moro em Belo Horizonte e não tenho conhecimento de projetos desse modelo nas Minas Gerais. Projeto para idosos terem melhor qualidade de vida, num lugar agradável e com baixo custo. Quem sabe, algum político ou administrador público, das nossas Minas, leia isto e abrace essa tão bela causa. Queira Deus. Obrigado articulistas por essa grande matéria, vocês também são visionários e merecedores de nossos aplausos. Parabéns!

  73. Antonieta de Paula Gonçalves

    28/06/2021

    Gostaria de saber onde encontrar este tipo de moradia em Curitiba – Parana?

  74. Celso

    04/07/2021

    Inimaginável, somente pela mensalidade

  75. JOÃO PEREIRA PINTO

    28/08/2021

    A cada ano que passa essa necessidade vai ficando mais latente. Hoje em dia temos muitas pessoas que não querem mais casar e nem ter filhos. No futuro estarão mais sozinhos do que nunca. Penso que mais adiante isso, assim como a assistência médica e funerária se tornará uma obrigação do Estado.

  76. Marli carbonell guimaraes

    10/09/2021

    Vocês não tem no Rio de Janeiro uma área assim como a de São Paulo ?
    Ou vocês conhecem algum condomínio de casas para idoso aqui no Rio de Janeiro parecido com o de vocês?
    Deus abençoe
    Marli carbonell

  77. jJOSÉ PAULO CABRAL DE VASCONCELLOS

    03/10/2021

    ESTOU VIUVO A 10 ANOS, TENHO RESIDENCIA EM JAU SP. TENTEI DIVERSAS FORMAS DE MORAR, SEM RESULTADO. ATUALMENTE MORO COM UM FILHO E NORA NA CIDADE DE SANTA BARBARA DOESTE SP. VI A PROPAGANDA DA AGERIP EM RIO PRETO E ACHEI MARAVILHOSA. GOSTARIA DE SABER SE HA ALGO SEMELHANTE EM OUTRO MUNICIPIO DE SP , AO R.EDOR DE JAU

  78. JOSE

    03/10/2021

    GOSTEI MUITO DO MODELO DA AGERIP, QUERO SABEER SE EXISTE ALGUM PROJETO DESSE TIPO EM OUTRAS REGIÕES DO ESTADO DE SP, DE PREFERENCIA NA REGIÃO DE JAU SP

  79. Mauro Pierrot

    25/10/2021

    Resido atualmente em Jarinu SP e sempre desejei residir na Paraíba. Agora com 72 anos está mais difícil conseguir meu intento, porém, ao ler sobre este empreendimento, minhas esperanças retornaram. Com rendimento de pouco mais de 3 salários mínimos mensais, aposentado, ainda tenho muita energia para gastar trabalhando e sendo útil. Durante 53 anos me dediquei a área de informática e pratico até hoje esta atividade aqui em Jarinu. Agradeço alguma informação adicional sobre a remota possibilidade em residir na Paraíba.
    Grato
    Mauro Pierrot

Deixe um comentário

Assine nossa news e ajude quem precisa. De graça.

Ao se cadastrar, você escolhe entre doar, sem custo, 1 dia de capacitação para 
famílias produzirem alimentos ou 1 dia de alfabetização em Pernambuco.

Mudou de ideia? Cancele facilmente (Mas, a gente aposta que você vai adorar)



Logos Hometeka e Ribon