No Dia Internacional do Deficiente Físico (03 de dezembro) resolvemos fazer uma lista de projetos adaptados a necessidades especiais. Selecionamos 7 exemplos de arquitetura inclusiva, que apresenta um design universal:

Living In The City | Apostrophy’s

O protótipo de moradia de 97 m2 resolve os principais problemas encontrados nas moradias urbanas: limitação de espaço, acessibilidade e sustentabilidade.  O primeiro pavimento é dedicado a idosos, pessoas com deficiência ou moradores com dificuldades de mobilidade. Adequando-se a estas necessidades, foram instaladas rampas e corrimões. A altura do mobiliário foi calculada para atender pessoas que se locomovem por cadeira de rodas.

Lar para Idosos | Aires Mateus 

Essa é a curiosa fachada de um lar de idosos e deficientes em Alcácer do Sal, assinada por Aires Mateus Arquictectos. As unidades individuais prezam pela acessibilidade dos moradores, agregando-se em um corpo único. Rampas com corrimãos conectam os ambientes e dão acesso seguro a um jardim elevado no topo do complexo.

Placebo Pharmacy | Klab Architecture

Esta farmácia de design cilíndrico apresenta uma fachada perfurada em Braille – fazendo alusão ao padrão de acessibilidade impresso nas embalagens dos produtos farmacêuticos e os pavimentos são conectados por largas rampas.

Escola Estadual em Votorantim | Grupo SP

Esta escola pública no interior de São Paulo está preparada para atender alunos com deficiências – assim como qualquer centro educacional deveria estar. O projeto conta com placas podotáteis para a orientação de cegos, rampas e corrimãos.

Room Room – Takeshi Hosaka Architects

Este anexo projetado para um casal de surdos e seus dois filhos foi concebido pelos arquitetos japoneses Takeshi Hosaka Architects para solucionar duas questões: a falta de espaço de sua casa no terreno vizinho e a comunicação entre os pais e os filhos. Quase uma centena de pequenas janelas quadradas se espalham pelas paredes, piso e teto dos cômodos que compõem essa edificação, por onde é possível que seus habitantes se comuniquem por linguagem de sinais entre seus ambientes internos e externos.

Veja também:  Guia Prático: Ambiente Multifuncional

Namhae House | Joho Architecture

Reforma de casa tradicional na Coreia do Sul respeita as necessidades do morador idoso, dispondo de rampas e barras de apoio.

Casa de Repouso | Tengbom

A Casa de Repouso de Estocolmo prova que o cuidado com deficientes e idosos pode acontecer em ambientes muito menos inóspitos. As paredes coloridas, padrões florais e poltronas confortáveis oferecem espaços convidativos que fogem dos estereótipos de abandono e asilo.

No total, são 100 apartamentos individuais preparados com barras de apoio, banheiros acessíveis e outros materiais de adaptação às necessidades dos pacientes. Além disso, há clínicas e doutores especializados sempre à disposição.

+ Bônus: é importante que a acessibilidade seja um conceito essencial em projetos residenciais e comerciais, mas e nas ruas? Como garantir a mobilidade, independência e segurança de idosos, deficientes e crianças? Confira o artigo sobre mobilidade urbana e avalie as ruas da sua cidade.
fotos Divulgação