O passo a passo para transformar estantes de livros em protagonistas da decoração

Saiba o que e como colocar na estante para que ela roube a cena do ambiente

moodboard_estantes_4

.

.

.

Sejamos realistas, a estante não é mais aquele móvel funcional que servia apenas para guardar nossas coisas. Ela ganhou protagonismo e é hoje uma das peças mais curingas para expressar o estilo e a personalidade de uma decoração. De estrela da sala de estar ao fundo perfeito para sua live no home-office, aqui a gente te ensina a escolher e compor sua nova estante de livros (ou transformar completamente aquela boa e velha companheira que você já tem em casa). 

 

O problema, talvez você já conheça. Algumas estantes acabam ficando quase vazias porque dá aquela travada na hora de decidir como ocupa-la; outras, pelo contrário viram um amontoado aleatório do que precisa ser guardado; por fim, tem também as que correm o risco de ficarem tão  burocráticas como uma biblioteca onde sobra organização e falta personalidade.

Ok, as dúvidas são normais e a gente está aqui para te ajudar! Reunimos as melhores dicas que são simples de se executar, mas certeiras para transformar sua decoração além de guardar com estilo tudo de mais legal que você guardou ao longo da vida e que te traz boas lembranças. Além disso, nesse post temos os primeiros vídeos da série ABC do Design pela arquiteta Carol Ambrogi.

 

.

.

 

 

 

 

Use [e abuse] dos livros como base para a composição da estante

Além de todo conteúdo que trazem, (alguns) livros são verdadeiros objetos de design que você já tem em casa e merecem o protagonismo na decoração. E mesmo aqueles que não são necessariamente uma obra prima do design, podem ter muito potencial em conjunto. Assim, vale muito a pena trazer suas queridas páginas literárias para se tornarem a base para sua composição.

E para valorizar todo o potencial estético dos seus títulos, existem algumas formas especiais de organiza-los, veja nossas preferidas:

 

Primeiro, podemos separar os livros por famílias de cores, criando blocos tonais.

 

Além de organizá-los, isso gera um equilíbrio e um jogo cromático que atrai o olhar.

.

Segundo, podemos brincar com a verticalidade e horizontalidade das composições.

 

A composição vertical é a tradicional, aquela típica de biblioteca, além dela ouse colocar os volumes deitados e empilhá-los. Esses blocos podem servir de base para suas peças de decoração, velas, cachepôs… Nesse caso, vale pensar em começar com livros maiores e ir diminuindo de tamanho conforme ganha-se altura, tal como um pedestal.

Libere sua imaginação criando “color-blockings” e variações de volumes com livros!

.

teste

– Moodboard I | Use e abuse dos livros na sua décor!

.


.

.

.

.

Brinque com os cheios, vazios e  pontos de luz nas estantes de livros

Um conceito chave para a composição é o equilíbrio. E o ponto certo entre cheios e vazios é super importante para que a estante fique visualmente harmoniosa.

Para começar, se você já tem uma composição já feita faça você mesmo o diagnóstico. Você diria que ela está mais para cheia ou para vazia? Então, com a resposta em mente, busque o equilibrio indo para o lado oposto ao que você percebeu. 

Pense sempre em cheios e vazios, não preencha todos os nichos, tampouco, deixe muitos deles sem nada.

Além disso, leve em consideração o peso visual que cada elemento tem. Peças mais claras, com menos volume e linhas sutis são percebidas visualmente como leves, isso não tem nada a ver com seu peso real, mas como ela é percebida. O oposto vale para peças escuras e volumosas. 

É preciso pensar na dinâmica que cheios, vazios, leves e pesados vão criar na composição.

E agora a dica de ouro! Luz! Uma luminária na estante dá um efeito incrível, porque além da beleza da própria peça, acessa ela gera uma riqueza de nuances de sombras e luz. Inclusive durante o dia, para dar um charme no fundo da sua live do home office.

 

.

teste

– Moodboard II | Aposte em variações de cheios e vazios|

.

.

.

.

.

A vida vem em forma de plantas!

Tem aquele dito que diz que a vida na cidade é cinza – verdade ou não, quem vai negar que aquela urban jungle pode deixar seu apê cheio de bossa?

Muito além de um toque de cor, as plantas são vida. Nas estantes de livros, em especial as mais vazadas, brinque com o verde. Plantas pendentes e trepadeiras ficam lindas nas prateleiras mais altas,  criando uma cascata de folhagens sobre os níveis mais baixos. Vale, também, apostar em vasos e cachepôs para arranjos florais, ampliando a gama de cores da décor.

A mistura de elementos vivos com livros e luminárias cria complexidade visual e deixa sua composição mais sofisticada. Pense em objetos vazados, metálicos e/ou com uma pegada mais brutalista, assim o contraste com as plantas será ainda maior, valorizando os tons, e suas nuances, das folhagens.

 

.

teste

– Moodboard III | Traga vida a decoração com plantas!

.

.

.

.

.

Misture materiais e crie layers

Uma outra forma de tirar sua composição do nível básico é misturar materiais e elementos diferentes: madeira e metais são um duo incrível para compor a decoração; plantas e concreto formam uma dupla estilosa e contemporânea.

Se arrisque combinando essas diferentes materialidades, mas mantenha em mente que é necessário ainda que haja uma harmonia no todo. Pense em cores complementares e análogas, pode-se contrastar, mas não destoar. 

O tom de cobre, por exemplo, está na mesma família de cores que as madeiras de subtons quentes, essa mistura, por exemplo, é um acerto na certa. As plantas verdes são de tons mais vivos, e combinam sem erro com os ocres e com os cinzas do concreto.

Uma outra tática de composição é criar layers aproveitando a profundidade das prateleiras, isto é, crie camadas, sobreponha peças. Objetos pequenos na frente de quadro; um pedacinho das plantas sobrepondo um objeto decorativo e por ai vai!

Disponha as peças menores à frente e as maiores ao fundo, coloque elementos escuros atrás de claros, dando destaques aos elementos aquém.

E a última dica é: não tome essas referências como regras, elas são dicas para te ajudar. Deixe sua personalidade fluir, nunca esqueça de se divertir decorando (assim como me diverti fazendo esses moods).

.

teste

-Moodboard IV | Se divirta criando layers e misturando materiais!

.

.

.

.

Se curtiu esse post, e tem interesse em mais dicas de décor e organização de estantes e prateleiras, leia mais em Guia de prateleiras e estantes: dicas, materiais e 17 inspirações. Nessa página, damos algumas outras inspirações e um foco maior em como adequar as prateleiras aos diversos cômodos da sua casa! Conheça =)
Veja também:  Guia de prateleiras e estantes: dicas, materiais e 17 inspirações

.

.

.

.

Ficou curioso? Clique e confira mais opções de estantes para compor sua decoração ;) 

.

.
call-to-action_acesse-a-loja_fundo-branco

.

.

.

Guido C.

geminiano. estudante de arquitetura. apaixonado por projeto, patrimônio, design e história da arte. leitor assíduo de realismo fantástico. viciado em café e em cinema | guido@hometeka.com.br

Deixe um comentário

Assine nossa news e ajude quem precisa. De graça.

Ao se cadastrar, você escolhe entre doar, sem custo, 1 dia de capacitação para 
famílias produzirem alimentos ou 1 dia de alfabetização em Pernambuco.

Mudou de ideia? Cancele facilmente (Mas, a gente aposta que você vai adorar)



Logos Hometeka e Ribon