Devido à sua versatilidade, o vidro conquistou um importante espaço na arquitetura; versatilidade essa proporcionada pelo vários tipos existentes do material.

Os tipos de vidro possuem propriedades químicas específicas e são produzidos de maneiras diferentes, o que faz com que cada material tenha sua própria funcionalidade. Na construção civil, é comum ver os vidros do tipo cristal, temperado e laminado serem utilizados. Assim, preparamos um guia para você entender qual a diferença entre os três tipos do material e saber quando usá-los. Confira agora – e para saber mais sobre os projetos que ilustram o post, é só clicar na foto:

Vidro cristal

Pälaon Research and Experience Center
Pälaon Research and Experience Center

Entre os três, é o tipo de vidro que oferece menor resistência mecânica. O vidro cristal pode ser considerado o tipo mais comum do material e é muito usado na fabricação de janelas e espelhos.

Recebe esse nome por ser utilizado em utensílios domésticos como lustres, copos, potes e taças mais refinadas. Quando quebra, deixa pedaços cortantes e pontiagudos. Confira alguns itens de decoração em vidro que podem deixar sua casa mais charmosa e elegante com o material:

Vidro temperado

Mirrored Homes
Mirrored Homes

O nome desse tipo de vidro vem do processo da “têmpera”, no qual o material passa por temperaturas altíssimas e depois por um rápido processo de resfriamento.

É devido a esse processo que o vidro temperado possui maior resistência e é usualmente empregado na construção civil. Também chamado de “vidro de segurança”, não pode ser cortado depois do resfriamento, o que demanda que o produto seja feito já nas dimensões exatas em que será utilizado.

Aplicado comumente em portas e boxes de banheiro, quando quebrado, o vidro temperado se estilhaça em pedaços bem pequenos e não cortantes; essa é outra vantagem do material.

Veja também:  Guia Prático: Ambiente Multifuncional

Vidro laminado

Tree in the house
Tree in the house

Esse tipo de material recebe esse nome porque é fabricado com mais de uma lâmina de vidro. No processo de fabricação, as chapas de vidro, temperadas ou não, são intercaladas com o PVB, uma espécie de filme plástico. A partir daí, o vidro e o PVB são prensados de forma que fiquem fortemente ligados.

Em caso de quebra, o vidro laminado não se estilhaça, pois os fragmentos ficam presos ao filme plástico. Por causa disso, também é considerado um vidro de segurança e geralmente é o tipo mais caro dos três. Confira opções de diversas espessuras do material disponíveis em nossa loja:

Ficou mais fácil saber a diferença entre o vidro cristal, temperado e laminado? Agora, basta escolher o que melhor se aplica à sua construção e mãos à obra! :)